(88) 9-9752 0032

NO AR

MADRUGADA LIBERDADE

www.radioliberdadefmubajara.com

Ceara

Agentes de endemia são impedidos de trabalhar onde atuam facções em Fortaleza, diz sindicato

Publicada em 05/02/18 as 16:17h por Por G1 CE - 436 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Agentes de endemia de Fortaleza  (Foto: (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares))

Agentes de endemia são impedidos de trabalhar onde atuam facções em Fortaleza, diz sindicato

Bairros onde agentes são ameaçados inclui local onde houve chacina com 14 mortes.

Por G1 CE

 

Agentes de endemia dde Fortaleza (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares) Agentes de endemia dde Fortaleza (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

Agentes de endemia dde Fortaleza (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

Agentes de endemia de Fortaleza, que atuam na eliminação de focos do mosquito da dengue e prevenção de doenças, estão sendo impedidos de trabalhar em bairros da capital cearense onde há forte atuação de facções criminosas, segundo denúncia do Sindicato dos Servidores de Fortaleza.

Conforme uma fonte do sindicato, além dos riscos que correm os profissionais, a situação é preocupante por causa do início do período chuvoso, quando há mais formação de focos do mosquito Aedes aegypt. Em 2017, o Ceará teve mais de 66% dos casos de chikungunya - doença causada pelo inseto - de todo o Brasil.

Segundo uma fonte do G1, as áreas onde os agentes são ameaçados e impedidos de entrar incluem os bairros Edson Queiroz, Bom Jardim, Jangurussu e Cajazeiras; neste último ocorreu no sábado passado (27) a maior chacina do Ceará, com 14 mortes. De acordo com testemunhas, membros de uma facção criminosa invadiram uma festa no clube Forró do Gago e atiraram em diversas pessoas.

"Infelizmente não há segurança para a atuação dos agentes de endemia hoje em Fortaleza. Há locais onde os servidores são ameaçados de morte; impossível trabalhar nessa condição", diz.

"Além das ameaças e assaltos individuais, também estão ocorrendo arrastões contra servidores e pacientes dos postos de saúde onde as categorias trabalham", completa.

Aproximação com a população.

A Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS) informou por meio de nota que os agentes de endemias trabalham com base na territorialização, o que permite uma maior aproximação do profissional com a população.

De acordo com a SMS, em casos pontuais, os agentes de endemias contam com o apoio de líderes comunitários para realizar o trabalho de combate aos vetores em comunidades. Além disso, os agentes de endemias serão capacitados, em breve, para melhor atuar em áreas de maior vulnerabilidade.

A SMS destaca ainda que os agentes estão atuando sem problemas em praticamente 100% das áreas que possuem, hoje, potencial foco do mosquito Aedes aegypti.










.

LIGUE E PARTICIPE

(88) 9-97520032

Copyright (c) 2020 - Radio Liberdade FM Ubajara - LIBERDADE FM A RÁDIO DA GENTE