Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Ceara

Publicada em 28/11/17 as 16:19h - 4 visualizações
Acusada de matar filho com sorvete envenenado no Ceará vai a julgamento nesta terça
Lewdo Ricardo foi morto com veneno no doce preferido dele, segundo a denúncia. Ex da acusada também sofreu tentativa de homicídio por envenenamento.

Por G1 CE


Cristiane Coelho é presa em Fortaleza  (Foto: (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução))

Acusada de matar filho com sorvete envenenado no Ceará vai a julgamento nesta terça

Lewdo Ricardo foi morto com veneno no doce preferido dele, segundo a denúncia. Ex da acusada também sofreu tentativa de homicídio por envenenamento.

Por G1 CE

 

Cristiane Coelho é presa em Fortaleza (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução) Cristiane Coelho é presa em Fortaleza (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Cristiane Coelho é presa em Fortaleza (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Cristiane Renata Coelho, acusada de assassinar o filho autista de nove anos e de tentar matar o então marido com chumbinho - um conhecido veneno para ratos, será submetida ao júri popular nesta terça-feira (28), na 3ª Vara do Júri, do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza. O julgamento ocorre três anos após o crime, na madrugada de 11 de novembro de 2014. O filho, Lewdo Ricardo Coelho Severino foi morto com veneno misturado com sorvete, o doce preferido da criança, conforme a denúncia.

Conforme a denúncia, a acusada cometeu o crime de modo a dar aparência de que o ex-marido havia matado o filho e engerido veneno em seguida. Como Francileudo sobreviveu, ele testemunhou contra ela, e o caso teve uma reviravolta.

Ela foi denunciada por homicídios triplamente qualificados (um consumado, com a morte do filho e outro tentado, com o envenamento do ex-marido), com as qualificadoras de motivo fútil, emprego de meio cruel (veneno) e utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Durante o julgamento o ex-marido, o subtenente do Exército Francileudo Bezerra Severino, vai ficar frente a frente com a ex-mulher.

"Se pegar 30 anos ainda é pouco", afirma o ex-marido. O subtenente acredita que nenhuma condenação vai amenizar a revolta e a dor de ter perdido o filho mais velho e muito menos as sequelas emocionais provocadas no Lucas, o filho caçula. "Quem foi condenado foi o Lewdinho, que não está mais entre a gente. O Lucas que não vai ter o prazer de ver a mãe e nem o irmão, e os meus familiares que gostavam do Lewdinho."

Cronologia do caso

"É como se tivesse algo faltando", diz Francileudo, um ano após o crime (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

O subtenente do Exército Francileudo Bezerra Severino, de 45 anos, é preso suspeito de matar o filho Lewdo Bezerra, de nove anos, tentar assassinar a mulher e, em seguida, tentar se matar com tranquilizantes. O caso ocorreu na madrugada do dia 11 de novembro de 2014, no Conjunto Napoleão Viana, no Bairro Dias Macêdo, em Fortaleza. O subtenente estava em coma devido à ingestão do veneno.

Lewdo Bezerra morreu após ingerir sorvete de morango servido pela mãe, segundo delegado (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução) Lewdo Bezerra morreu após ingerir sorvete de morango servido pela mãe, segundo delegado (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Lewdo Bezerra morreu após ingerir sorvete de morango servido pela mãe, segundo delegado (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Laudo divulgado uma semana após os crimes aponta que o menino Lewdo Bezerra foi envenenado por chumbinho, um conhecido veneno para ratos. O laudo contradiz a versão da mãe, Cristiane Renata, de que ela e o filho teriam sido obrigados a tomar tranquilizando e que o marido tentou se matar da mesma maneira. O laudo também mostra que o subtenente também tomou chumbinho. Ele segue internado em estado grave do Hospital do Exército, em Fortaleza.

Mulher de subtenente deixou a delegacia em veículo da prefeitura (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução) Mulher de subtenente deixou a delegacia em veículo da prefeitura (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Mulher de subtenente deixou a delegacia em veículo da prefeitura (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Cristiane Renata Coelho, de 41 anos, prestou depoimento à Polícia Civil na tarde de 19 de novembro. A mulher foi chamada a prestar novo depoimento para esclarecer as circunstâncias da morte do filho Lewdo.

Francileudo Bezerra faz primeira aparição pública desde a data do crime, em novembro (Foto: Gabriela Alves/G1) Francileudo Bezerra faz primeira aparição pública desde a data do crime, em novembro (Foto: Gabriela Alves/G1)

Francileudo Bezerra faz primeira aparição pública desde a data do crime, em novembro (Foto: Gabriela Alves/G1)

O subtenente Francileudo Bezerra prestou depoimento formal durante quatro horas ao delegado Wilder Brito na tarde de 28 de novembro. Ainda no hospital, após sair do coma, o militar negou que tenha matado o filho e tentado assassinar a mulher.

Pai e mãe suspeitos de participação na morte do filho participam da segunda reconstituição na casa onde ocorreu o crime (Foto: Tereza Tavares/TV Verdes Mares) Pai e mãe suspeitos de participação na morte do filho participam da segunda reconstituição na casa onde ocorreu o crime (Foto: Tereza Tavares/TV Verdes Mares)

Pai e mãe suspeitos de participação na morte do filho participam da segunda reconstituição na casa onde ocorreu o crime (Foto: Tereza Tavares/TV Verdes Mares)

Francileudo e Cristiane Renata Coelho participam da segunda reconstituição do crime que vitimou o menino Lewdo Bezerra. O delegado Wilder Brito e os peritos queriam esclarecer os pontos conflitantes e concluir o laudo do inquérito. Após a reconstituição, a mulher saiu escoltada e partiu para Recife, onde morava com o filho mais novo do casal.

Mãe suspeita de matar o filho pesquisou sobre veneno na internet, diz laudo

O veneno que matou Lewdo Bezerra foi dado pela mãe, Cristiane Coelho, junto com um sorvete de morango, disse o delegado Wilder Brito, durante entrevista no dia 15 de abril de 2015. Ela passa a ser suspeita de envenenar o pai do menino na casa onde viviam, em Fortaleza.

No Recife, Francileudo disse que teve a família destruída e que está juntando os cacos para tocar a vida (Foto: Penélope Araújo/G1) No Recife, Francileudo disse que teve a família destruída e que está juntando os cacos para tocar a vida (Foto: Penélope Araújo/G1)

No Recife, Francileudo disse que teve a família destruída e que está juntando os cacos para tocar a vida (Foto: Penélope Araújo/G1)

O subtenente pede na Justiça a guarda do filho mais novo, de 6 anos, que estava morando com a mãe, no Recife. Em de abril de 2015, o delegado Wilder de Brito Sobreira divulgou o inquérito que apontou a mãe do menino, Cristiane Coelho, como a autora do envenenamento do filho. No dia 16, o advogado do militar deu entrada na Vara de Família de Fortaleza com o pedido de guarda do filho mais novo, que também é autista.

Cristiane Coelho (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução) Cristiane Coelho (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Cristiane Coelho (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Após ser divulgado o resultado das investigações que apontaram a mãe como responsável pela morte do filho mais velho, a polícia do Ceará passa a monitorar os passos de Cristiane, que se encontra em Recife junto com o filho mais novo. De acordo com delegado Wilder Brito, como a mulher tem parentes na China, existia o risco de ela tentar fugir do país.

O delegado de Polícia Civil Wilder Brito Sobreira desindicia (tira a pessoa da condição de suspeito do crime) o subtenente do Exército Francileudo Bezerra e indicia a mulher do militar, Cristiane Coelho, pela morte por envenenamento do filho do casal.

Cristiane Coelho presta depoimento à Justiça pela primeira vez (Foto: Patrícia Nielsen/TV Verdes Mares) Cristiane Coelho presta depoimento à Justiça pela primeira vez (Foto: Patrícia Nielsen/TV Verdes Mares)

Cristiane Coelho presta depoimento à Justiça pela primeira vez (Foto: Patrícia Nielsen/TV Verdes Mares)

A juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª Vara do Júri, do Fórum Clóvis Beviláqua, aceitou a denúncia crime do Ministério Público do Ceará (MPCE) contra Cristiane Renata Severino Coelho. Ela foi indiciada em 27 de abril por tentativa de homicídio triplamente qualificado contra o então marido e pelo homicído triplamente qualificado do filho. Com a decisão, Cristiane passa à condição de ré em ação penal.

Cristiane Coelho se entrega à polícia e está presa em Fortaleza

Cristiane Renata Coelho Severino é presa em Fortaleza. Ela se apresentou à Justiça na tarde de 8 de maio e fica detida na Delegacia de Inteligência da Polícia (DIP), no Centro de Fortaleza. Cristiane Coelho é acusada também de tentar matar o marido, o subtenente do Exército Brasileiro, Francileudo Bezerra Severino.

Acusada de matar o filho com sorvete envenenado vai a júri nos próximos dias

Três anos após a morte do filho autista, Cristiane Renata Coelho é levada a júri popular em 28 de novembro. Além da acusação de matar o filho Lewdo Ricardo Coelho Severino com sorvete envenenado, a comida preferida da criança, ela é acusada de tentar assassinar o então marido, o subtenente Francileudo Bezerra.




Redes Sociais


(88) 9-9752 0032

No Ar
MADRUGADA LIBERDADE
Hora Certa
Peça sua Música

  • n
    Cidade: n
    Música: n
  • mariana menezes
    Cidade: ubajara
    Música: gustavo mioto
  • Dina santos
    Cidade: Barueri sao paulo
    Música: kLB Anjo
  • dina santos
    Cidade: barueri
    Música: meu barquinho
  • Márcio Douglas
    Cidade: Rio de Janeiro
    Música: Mumuzinho - Curto Circuito
  • mariaauxiliadora de aguiar
    Cidade: sobral ce
    Música: meu barquinho
AS BELEZAS DO NOSSO CEARA
Bate Papo

Digite seu NOME:


Parceiros

LIBERDADE FM A RÁDIO DA GENTE
Copyright (c) 2017 - Radio Liberdade FM Ubajara - Todos os direitos reservados